quinta-feira, 22 de outubro de 2015

O Sorriso de Sá Carneiro







A frase do ano.

Paulo Portas é um monárquico convicto e não consta que tenha tentado implantar a monarquia”
Pedro Nuno Santos, em entrevista à TVI 24, 20.10.2015

O contexto
Nesta terça-feira, em entrevista à TVI 24, o deputado socialista Pedro Nuno Santos foi questionado sobre se a posição política do Partido Comunista contra a União Europeia poderia causar fricção e instabilidade no relacionamento PS/CDU, se chegassem a acordo para formar governo. Pedro Nuno Santos retorquiu que, da mesma forma que “Paulo Portas é um monárquico convicto e não consta que tenha tentado implantar a monarquia”, também o Partido Comunista, apesar das suas convicções, apoiará um governo alternativo sem exigir a saída do euro.


O sorriso de Sá Carneiro
(José Miguel Júdice, in Expresso, 17/10/2015)

José Miguel Júdice
           
(Nota: Consta que o filósofo grego Diógenes, discípulo de Aristóteles, se tornou mendigo e habitava as ruas de Atenas fazendo da pobreza extrema uma virtude. Nessas andanças, deambulava pela cidade durante o dia com uma lamparina acesa, alegando que se limitava a andar à procura de um homem honesto.
Nestes de dias de aceso debate sobre a situação política do país e as soluções governativas que se prefiguram, eu tenho lido as mais estapafúrdias opiniões de
gente credenciada e bem falante, sobretudo de gente da área da Direita. Como só encontrava “tesourinhos” mais que deprimentes, muni-me da candeia de Diógenes. Estava farto de andar e não encontrava nem inteligência, quanto mais honestidade, e muito menos opinião que fosse além do panfleto alinhavado com o objetivo de, no imediato, entregar o Poder à PAF. Estava quase a desistir quando encontrei este texto de alguém que vem da área da direita mas que consegue somar dois mais dois e apresentar um raciocínio com princípio meio e fim: José Miguel Júdice. É, pelo menos, uma reflexão não subordinada a um objetivo tático de curto prazo sobre as condições de governabilidade do país. E por acaso, ou talvez não, vem de alguém que privou diretamente com Sá Carneiro, o tal político cujo pensamento este PSD esqueceu durante quatro anos, tendo-o enterrado definitivamente, rendido ao liberalismo radical dos seus parceiros da direita mais ultramontana. Aqui fica, pois.  Estátua de Sal, 17/10/2015)

1 Há quase 40 anos — mesmo antes de Sá Carneiro e Freitas do Amaral terem criado a AD — que defendo que o equilíbrio homeostático do sistema político é mais bem servido pela bipolarização ao centro, a qual pressupõe acordos do PS com a sua esquerda. Defendi-o também no tempo do Bloco Central.
2 Defendi, também e designadamente desde a vitória de António Costa nas primárias do PS, que ele não deveria optar por se aliar a partidos à sua direita, por razões político-sociológicas que neste espaço limitado não consigo pormenorizar. Tendo ele perdido as eleições, ainda menos razões existem para o fazer.
3 É certo que Costa cometeu quase todos os erros do catálogo e transformou uma vitória anunciada numa derrota que o fragilizou; mas se daí (lhe) resultam grandes dificuldades, não se altera o essencial do que há tanto tempo defendo.
4 A integração do PCP e do BE no espaço da “cultura política” (ou “arco da governação”) é menos perigosa em tempo de protetorado, como o que vivemos, do
que em tempos propícios ao “fartar vilanagem”. E é essencial ao funcionamento equilibrado do sistema.
5 Se Costa não tentasse esse acordo à esquerda, seguindo o seu instinto, estaria perdido (e o DNA da política é a arte e a pulsão de sobrevivência); e passaria a mensagem errada para a própria sobrevivência do PS, num caminho daquilo a que se vem chamando a “pasokização”. Mas se não conseguir chegar a acordos (depois de compreensivelmente a coligação ter cortado as negociações) também provavelmente não se aguentará no PS. Está a negociar sem alternativas o que reforça infelizmente o poder da extrema-esquerda.
6 Em todo o caso ainda bem que acabou a tentativa de cedência quase total do PSD/CDS ao programa PS para dessa forma conseguir governar. O que parece ter sido a matriz do esforço da coligação para evitar a abertura à esquerda, seria em
termos sistémicos bem mais grave para os equilíbrios que a Europa nos exige do que o governo de esquerda: a coligação comprometer-se-ia com soluções inviáveis e o sistema ficaria num plano inclinado incontrolável, com a esquerda (incluindo parte substancial do PS) a exigir sempre mais, sem necessidade de ponderar o choque da realidade.
7 Como sempre quando se quebram tabus existe um momento de descontrolo mais ou menos pueril. Os “amanhãs que cantam”, o romantismo lacrimejante, o próprio erotismo da epifania, podem conjurar-se para um caminho para a decadência e a irrelevância da esquerda, após a festa e as fantasias… se quem manda em nós deixasse. Esse o problema e a solução: o Bloco e o PCP devem copiar o Tsipras de setembro e não o de janeiro.
8 A jogada de António Costa tem algo de prestidigitação, o que confirma o seu sentido tático e político; mas não mascara que ele foi o principal derrotado nas eleições legislativas. Se o PS tivesse mais 20 deputados, a abertura à esquerda
seria feita muito mais nos seus próprios termos. Mas, como disse alguém, as coisas são o que são. E em todo o caso, mesmo sendo mais pequeno, o PS continua a ser um urso a abraçar os pequenitos.
9 O primeiro efeito deste acordo parece ser que agora Marcelo Rebelo de Sousa tem uma autoestrada sem trânsito para Belém. O mais dotado político da minha geração e o mais dotado na geração seguinte vão ter de reinventar o sistema político novo que nascerá de um governo de bipolarização à esquerda.
10 Depois da teoria do “partido natural do Governo”, tentando ocupar todo(s) o(s) centro(s), e que Soares, Guterres e Sócrates cada um ao seu modo tentaram concretizar, com António Costa chega a bipolarização perfeita, que há quase 40 anos venho defendendo. Sá Carneiro, lá onde estiver, deve estar a sorrir.



Após mais de 41 anos sobre o 25 de Abril, quatro coisas estão mais que provadas e comprovadas:
1ª - Os Comunistas não comem criancinhas ao pequeno almoço;
2ª - Mas a direita come o pequeno almoço às criancinhas!!!
3ª - Os comunistas não dão injeções atrás das orelhas aos velhos.
4ª -Mas a direita quer que os velhos morram.
Ironia da história"Tudo o que temíamos acerca do comunismo – que perderíamos as nossas casas e as nossas poupanças e nos obrigariam a trabalhar eternamente por escassos salários e sem ter voz no sistema – converteu-se em realidade com o capitalismo. Jeff Sparrow.
http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2015/07/divida-socrates-passosportas.html






Coligação à Esquerda
Conheça países europeus liderados por quem perdeu as eleições - JN
Dinamarca com 19% dos votos, Luxemburgo com 18,3% dos votos ,Bélgica foi o quinto mais votado (9,64%, Letónia, Suécia, Noruega e Finlandia.

Alternativa de esquerda é "tão legítima" quanto governo de Passos, diz Adriano Moreira -.Jaime N. Pinto, José M. Júdice.

- "Se Cavaco souber que AR chumba, nomeá-los é perda de tempo" - Portugal - DN
Constitucionalista Jorge Reis Novais defende que "Portugal não está em condições de brincar aos governos" e que só a esquerda pode garantir maioria no…

O líder dos sociais-democratas alemães (SPD) e vice-chanceler do executivo germânico, Sigmar Gabriel, transmitiu hoje ao secretário-geral do PS votos de sucesso em relação processo de formação de um Governo liderado pelo próprio António Costa.

Martin Schulz, o presidente do Eurogrupo, considerou “absolutamente normal” que o líder do PS “tente encontrar aliados à esquerda”, admitindo que gostaria de ver o “amigo António Costa” como primeiro-ministro. 

Não me lembro de ver ninguém preocupado quando foi chumbado o PEC IV, por sinal uma solução já aprovada por Bruxelas, BCE e Merkel, que o Parlamento rejeitou, mas que Espanha e Italia aproveitou. A destruição dessa consequência está bem visível nestes quatro anos.
Anormal foi a coligação de direita com a esquerda para derrubar Sócrates chumbando o PEC IV. Se esta coligação de esquerda seguir em frente é a remissão de um pecado que devia ter
recebido um grande castigo, mas que afinal não aconteceu, não só à esquerda, mas também à direita pelo mal que fizeram a Portugal e ao seu povo, desde logo por terem colocado os interesses pessoais e do partido à frente dos interesses do País. Todos sabiam que o governo de Sócrates caia e era necessário pedir ajuda externa. Sócrates lutou até ao limite das suas forças, mas ironia da história é o único que até ao presente esteve preso.
Podemos estar perante um momento muito importante na vida política portuguesa se esta coligação vier a ser feita. Desde logo a responsabilização do PC e BE na governação. O sonho de Sá Carneiro era a existência de dois partidos, um da direita e outro da esquerda. Depois da queda do muro, ficou comprovado que não se comem crianças ao pequeno almoço nem se dão injeções atrás da orelha aos velhos, mas há quem coma o almoço às crianças e quem ache que os velhos são a peste grisalha.
http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2015/09/comparando-governo-de-socrates-e-passos.html


Apesar da instabilidade política, o País passou com sucesso mais um teste aos mercados. A seis meses, colocou bilhetes do tesouro à melhor taxa de sempre…
ECONOMICO.SAPO.PT

“Uma coisa é ser o mais votado nas eleições, outra coisa é conseguir formar Governo”, indica Freitas do Amaral.
NOTICIASAOMINUTO.COM



É que da leitura que faço de tudo o que se passou os resultados eleitorais do dia 4 de Outubro de 2015 e em termos percentuais foram os seguintes:

Partido Socialista – 32,38% - 1.747.685 - 86 deputados , (mais 15.000 que o PSD)
Partido Social Democrata – 29, 87%(incluindo votos Madeira) - 89 deputados - 1.732.118 - (-15.000 que o PS)

Bloco de Esquerda – 10,22% - 549.153 - 19 deputados
CDS / Partido Popular – 8,81% - 18 deputados
Coligação Democrática Unitária – 8,27% - 444.319 - 17 deputados
PAN – 1,39% - 1 deputado
PAF - (PSD/CDS) - 2.067.722 - menos - 300.000 -107 deputados (89± 18)
PS - 1.747.685 - 86 deputados
BE - 549.153 - 19 deputados
CDU - (PC - Verdes) - 444.319 - 17 deputados
Total - 230 deputados




Observatório da Isenção Informativa partilhou a foto de Luis Vidigal Rosado Pereira. Patrocinado ·
----- Resultado das LEGISLATIVAS de 2015, por partidos ------
Observatório da Isenção Informativa - A Informação para a Acção
(Obrigado a Luis Vidigal Rosado Pereira).



AFINAL O PS GANHOU AS ELEIÇÕES
É só saber fazer contas...
Se analisarmos os resultados da Coligação PAF, desdobrando os 38,6% obtidos nas legislativas de 2015, pelo PSD e pelo CDS, proporcionalmente aos resultados que estes dois partidos alcançaram em 2011, o PSD ficaria com 29,2% e o CDS com 9%, sendo os únicos partidos que efetivamente perderam votos.
Feitas as contas aos partidos do PAF sem coligação, o PS efetivamente ganhou as eleições com 32,4% contra 29,2% do PSD, a não ser que a intenção de voto no CDS fosse tão baixa que devolvesse este partido para o "taxi".
Tendo em atenção o que está a acontecer em todos os países europeus, em que os votos se têm extremado à esquerda e à direita, seria provável que o PSD tivesse ainda menos votos em proporção ao CDS.
Os únicos partidos que aumentaram o número de votos em relação a 2011 foram o PS, o BE e a CDU.
Com a coligação PAF e a deriva ultra liberal do XIX governo, a política portuguesa extremou-se à esquerda e à direita, acabando por desaparecer o tradicional "Centrão".
O radicalismo da coligação PAF esgotou as hipóteses de coligação com o centro-esquerda e empurrou o PS para as alianças que, ao fim de 40 anos, se mostraram disponíveis à sua esquerda para viabilizar um governo.
A DERIVA LIBERAL DO PSD RADICALIZOU O PAÍS E EMPURROU O PS PARA ALIANÇAS À ESQUERDA. Por: Luis Vidigal Rosado Pereira




Em 1976, na Assembleia Constituinte, Jorge Miranda, deputado do PPD, pronunciava-se assim a propósito do actual art.º 195.º da CRP (Constituição da República Portuguesa):
“Sr. Presidente, Srs. Deputados: Para uma pequenina intervenção, uma vez que matéria tão delicada como esta não pode passar sem uma posição clara. No nosso programa defende-se o parlamentarismo mitigado e um sistema só é parlament...
...


Os golpistas de direita podiam ler Jorge Miranda (à época, deputado do PPD) . Talvez aprendam alguma coisa.

"É a própria credibilidade da democracia que exige que constantemente o Governo seja um Governo apoiado pela maioria dos Deputados, porque senão estamos a destruir a democracia ou, quando menos, a destruir o poder efectivo da Assembleia da República, que fica reduzida a mera Câmara de registo das decisões do Presidente." Por: João Galamba.




sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Eleições Presidenciais 2016


  


Um amigo meu costuma dizer, que seria uma pena se um Homem com a integridade, independência e isenção, que todos quantos com ele já trabalharam e conviveram, lhe reconhecem, não viesse a ser o próximo Presidente da República.
Não seria ele, Sampaio da Nóvoa quem perderia, seríamos todos nós, cidadãos desejosos de ver consolidado o tempo novo, que virou as costas à austeridade.


Sampaio da Nova é o único que pode fazer frente a Marcelo e quando dizem que não teve experiência política esquecem-se que foi membro da casa civil do presidente Jorge Sampaio, pelo que é o único que conhece bem a atividade presidencial e, precisamente, do melhor presidente que Portugal alguma vez teve. Por: Dieter Dellinger

    Foto de Victor Neves.

Presidenciais 2016    http://thndr.me/pREiU5
Marcelo Rebelo de Sousa é a versão moderna do seu padrinho Marcelo Caetano e ainda a fotocopia a cores de Cavaco. Será presidente se a esquerda cometer o erro de não se unir e se os candidatos do PC e do BE não desistirem a favor de Sampaio da Novoa. É claro que a boneca de loiça a Maria Ninguem, vai cumprir o calendário de ir até ao fim, porque o objetivo é atacar Costa. A piquena não tem altura nem esta a altura do lugar. "A candidatura de Maria de Belém foi propiciada, empurrada e desenvolvida pela coligação (PaF- PSD/CDS)". José Pacheco Pereira na SIC Notícias. Aliás é mais um candidato da direita, como o é o Henrique Neto, que se esta a revelar o pulha ressabiado,frustrado, odiento e de mau carater, cujo objetivo parece ser a vingança ao PS e a Socrates por este não lhe ter ligado patavina. Vão no entanto enganar alguns socialistas e é esse o objetivo, dividir para reinar. Pelos comentários que se vêem por aí na Net fica claro quem apoia estes candidatos, pois a direita não se cansa de lhe tecer grande elogios, mas tenho a certeza que não lhe vão dar o seu voto. Por alguma razão três ex-presidentes já declararam apoio a Sampaio da Novoa. Para os que dizem que não tem experiência política esquecem que fez parte da Casa Civil de Jorge Sampaio. 
Um amigo meu costuma dizer, que seria uma pena se um Homem com a integridade, independência e isenção, que todos quantos com ele já trabalharam e conviveram, lhe reconhecem, não viesse a ser o próximo Presidente da República.
Não seria ele, Sampaio da Nóvoa quem perderia, seríamos todos nós, cidadãos desejosos de ver consolidado o tempo novo, que virou as costas à austeridade. Resumindo:- Marcelo e um predador, Sampaio um herbivero. Votar em Marcelo e o mesmo que colocar a raposa a guardar as galinhas.
Se vier a existir um idiota no poder e porque os que o elegeram estão bem representados.

http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2015/10/eleicoes-presidenciais-2016.html


  Foto de Distrito de Leiria por Sampaio da Nóvoa.
Sampaio da Nóvoa é o único com uma Visão consistente sobre o Futuro, que deseja para todos os portugueses e como ela poderá ser facilitada pelo seu desempenho das funções presidenciais.
Defensor da estabilidade política e dos consensos para a garantir, anseia ver valorizado o conhecimento e a inovação, de forma a tornar o país mais competitivo.
Foto de Barreiro apoia António Sampaio da Nóvoa.
Considerando-se o presidente de todos os portugueses, sem os segregar entre uns que são de 1ª e outros de 2ª, a todos quer ouvir, com todos quer aprender e a todos quer estimular para se tornarem atores interventivos nas realidades, que lhes dizem respeito.

  Foto de Sampaio da Nóvoa.


Pacheco Pereira sobre Sampaio da Nóvoa: "É o nosso Candidato"

“Evidentemente a Liberdade”: Pacheco Pereira apresentou biografia de Sampaio da Nóvoa, da autoria de Fernando Madaíl.
Pacheco Pereira referiu-se a Sampaio da Nóvoa como "o nosso Candidato" e considerou que Sampaio da Nóvoa "é o Candidato que melhor reflecte e interpreta a nova realidade política actual".

                                        





Os quatro D’s que pretende combater caso seja eleito presidente da 

República: 

desigualdades, desemprego, despovoamentoe desperdício.





Lembrando que Portugal é hoje “um país mais desigual do que há quatro 

anos”.


“Não há país do século XXI que possa tratar de forma tão diferente as 

suas regiões".



                         


Jorge Miranda e Ramalho Eanes com Sampaio da Nóvoa

Professor Jorge Miranda e General Ramalho Eanes manifestam apoio público a Sampaio da Nóvoa para Presidente da República. Os três participaram esta…

SAMPAIODANOVOA.PT



                       Foto de Sampaio da Nóvoa.
 
"Quero dar um grande abraço a este homem que vai ser o nosso próximo Presidente da República" - palavras de Mário Soares, esta tarde, na Câmara de Lisboa, por ocasião da apresentação pública em Portugal do livro "Mário Soares O la lucha por la Democracia".





Onde esteve Nóvoa este tempo todo em que Marcelo falava do púlpito da TVI? Vejam...





Porque voto Sampaio da Nóvoa.
Eu sei onde esteve Sampaio da Nóvoa. Esteve na universidade, onde se destacou como investigador, professor e autor de obras de referência na sua área de especialidade. Aí, não foi um académico superficial e mundano, não saltitou entre a universidade e a política; afirmou-se pelo trabalho, progrediu por concursos e provas públicas; serviu a causa pública e não os seus interesses particulares. Pelo seu prestígio, e não por tarimba partidária ou favorecimento do Estado, foi eleito reitor, tendo levado a cabo, com êxito e de forma largamente consensual, a união de duas grandes universidades de Lisboa. Foi um reitor competente, ousado, justo e interveniente, mudando a face da sua universidade e ganhando projeção no país. Muito antes de ele se candidatar a Presidente da República, já o seu nome aparecia na opinião pública informada como o de alguém que podia contribuir para recuperar a política para um círculo mais vasto do que o da vida fechada dos partidos e dos grupos de interesses instalados, para um nível de reflexão mais elevado do que o dos factos políticos artificiais e da chicana partidária. É por isso que voto nele.   António Manuel Hespanha
 — em Jardim Da Quinta Das Conchas.



Ramalho Eanes participou na campanha esta terça-feira. No Domingo, em Lisboa, Jorge Sampaio será um dos oradores no comício
PUBLICO.PT


Foto de Manuel Alves.
   


Sampaio da Novoa é o candidato que tem o apoio de três ex-presidentes, Ramalho Eanes, Mario Soares e Jorge Sampaio.




Conheça países europeus liderados por quem perdeu as eleições - JN
Dinamarca com 19% dos votos, Luxemburgo com 18,3% dos votos, Bélgica foi o quinto mais votado 9,64%.











Era suposto que a formação inicial de um professor catedrático, e que foi Reitor da maior universidade portuguesa, não fosse tema de conversa e baixa política…
SAMPAIODANOVOA.PT

Há limites para a infâmia.

Já não surpreende que o tabloidismo militante não tenha limites nem escrúpulos na campanha.











Atenção! Este post contém o nome do próximo Presidente da República. Henrique José de Sousa Neto - cidadão extremamente zangado com o mundo em geral e com a actual direcção do PS em particular. Fez previsões sobre o terrorismo e a…
365FORTE.BLOGS.SAPO.PT













Marcelo é a direita, representa a direita e será mais um presidente da e para a direita. Ontem hoje e amanhã.
AVENTAR.EU



Aqui está o perfil do figurão que a Tugalhada se prepara para dar o cadeirão de Belém.


Na crise académica de 1969, “participa nas manifestações públicas de apoio à ditadura”. Em 1970, com Beleza e Braga de Macedo, Marcelo fura a greve académica na faculdade. E reúne-se com o novo ministro Veiga Simão para lhe…
OPAISDOBURRO.BLOGSPOT.COM




O general Ferreira do Amaral acusa Marcelo de não ser solidário, a não ser 

com Ricardo Salgado 

"a solidariedade é um valor que Marcelo recusa permanentemente" 





                                 











"É uma no cravo e outra na ferradura. Está bem com Deus e com o demónio.”



O mandatário para o distrito de Viseu, acusou ainda Marcelo de ter "desprezado centenas de milhares de compatriotas" que participaram na Guerra Colonial ao não cumprir o serviço militar obrigatório, em 1974, questionando mesmo "onde estava Marcelo Rebelo de Sousa a 25 de abril de 1974".



"Faço a pergunta e respondo: devia estar no cumprimento do serviço militar obrigatório,

 mas tal não sucedeu, incumprindo a lei militar. A atitude moral é ainda mais condenável 

porque quem era o ministro do Ultramar nesse momento era o seu próprio pai [Baltasar 

Rebelo de Sousa]".






É surpreendente que, anos depois, não tenha feito a guerra em África. E teria tido

 tempo: acabou a licenciatura em 1971 e o Curso Complementar de Político-

Económicas em 1972.




Todos aqueles que durante 13 anos se bateram no Ultramar, é vergonhoso 

se votarem neste cobarde.





         Marcelo Rebelo de Sousa defendeu em 1998, quando se fez o referendo pela descriminalização da interrupção voluntária da gravidez, que as mulheres continuassem a ser criminalizadas. Mas em 2007, veio dizer que nunca quis ver uma mulher na prisão. Ou seja, diz uma coisa quando lhe convém e diz outra quando lhe deixa de convir"


O Comandante Supremo das Forças Armadas pode baldar-se ao Serviço Militar, não por convicção política,mas por cunha?



A única solidariedade que ele tem hoje em dia é com Ricardo Salgado", o antigo presidente da…
LUSOJORNAL2015.BLOGSPOT.COM

  Um professor da Universidade de Lisboa dizer a um ex-Reitor que "não anda aqui há três anos", insinuando que este anda, ao mesmo tempo que o apelida de "virgem" político e o "acusa" de ter t...
EUCANHOTO.WORDPRESS.COM




Marcelo Rebelo de Sousa é um fascista vira-casacas que se esquivou de servir o país,pois não cumpriu o serviço militar obrigatório graças às cunhas da família.
Devia estar proibido de participar em eleições para órgãos de soberania para não conspurcar o prestígio dessas instituições. Por: 



Coisas que importa saber sobre este candidato
a) filho de ministro de Salazar (corporações) e Marcelo Caetano (ultramar)
b) Nasceu em 12 de Dezembro de 1948
c) fez parte da Mocidade Portuguesa atingindo os mais altos postos da organização juvenil
d) licenciou-se em Direito em 1971
e) apesar de defensor da guerra do ultramar e dos valores salazarentos não cumpriu o serviço militar ( alínea a)
f) em 1973 participou no encontro da oposição ao regime ditatorial em Aveiro,aproveitando a oportunidade para dar conhecimento a Marcelo Caetano do nome dos participantes e agitadores , em carta escrita ( hoje pública) e onde recomendava que fossem essas pessoas mantidas na ordem
g) Após o 25 de Abril surgiu como democrata e filiou-se no PPD
h) leccionou na faculdade de Direito da universidade de Lisboa,nas horas vagas , sendo um rosto presente nas TV como fazedor de opiniões mediante chorudos contratos
I) é conselheiro de Estado de Cavaco Silva
m)apresentou a sua candidatura para não deixar órfã a Direita Portuguesa
n) declarou que teve como rendimentos brutos em 2014, € 385.000
o)declarou que não tem quaisquer imóveis e que vive em casa arrendada
p) declarou ter em aplicações bancárias o mesmo saldo que tinha há quatro anos
q) não se apresentando como esbanjador até porque leva marmita na campanha ...fica uma séria dúvida e pertinente interrogação !
r) onde gasta os mais de duzentos mil euros anuais que recebe de honorários pela propaganda política e de remuneração académica ? Por: José Lopes/ 17/1/2016




No entanto com toda a exposição mediática que leva no bolso há algo que o candidato Marcelo Rebelo de Sousa não consegue disfarçar, como se viu nos debates, por exemplo no último com Sampaio da Nóvoa, e que Pedro Passos Coelho sintetizou de forma lapidar: catavento errático. A cada novo debate é tudo e o seu contrário.

















Foto de Lara Ferraz.

Um facto curioso:
Sócrates tem um amigo que lhe empresta milhões e toda a gente acha esquisito.
O candidato Marcelo Rebelo de Sousa passa férias e a passagem de ano há longos anos em casa de Ricardo Salgado e as pessoas acham isso normal.
(Para que conste nunca votei Sócrates)


Manuel Amor



O que os portugueses podem esperar de Marcelo Rebelo de Sousa... com palavras facciosas, é preciso conhecer devidamente este homem... O País precisa de um Presidente devidamente credenciado NÃO ligado à direita mais retrógrada!!!


Excelentíssimo Senhor Presidente, Excelência: Pedindo desculpa do tempo que tomo a Vossa Excelência, vinha solicitar alguns minutos de audiência (...) Seria…
ABRILDENOVOMAGAZINE.WORDPRESS.COM


Foto de Luis Filipe Teixeira.




Filho de fascista é fascista. 

Foto de Paulo Lemos.Baltazar Rebelo de Sousa Enquanto estudante foi comandante da Mocidade Portuguesa no Centro Universitário de Lisboa tendo sido depois Comissário Nacional enquanto subsecretário de Estado da Educação Nacional, de 1955 a 1961.
Em 1953 foi nomeado por Salazar para deputado à Assembleia Nacional pelo círculo de Évora e, em 1957, pelo círculo de Braga. A 19 de Março de 1959 foi condecorado por Salazar e Tomás Grande-Oficial da Ordem Militar de Cristo e a 3 de Janeiro de 1961 Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique pelos serviços prestados à Ditadura.
Pelos serviços prestados à Ditadura, Salazar fez dele secretário do ministro das Colónias Marcelo Caetano, dirigente corporativo e secretário-geral dos Escuteiros de Portugal, (tudo associações manipuladas e manipuladoras da defesa do Ditador)
Foi Governador de Moçambique (então província ultramarina de Portugal) de 1968 a 1970. De regresso a Lisboa, desempenhou funções de ministro-delegado do presidente do Conselho Salazar, ocupou a pasta de Ministro das Corporações, (ministério que só existe em regimes anti-democráticos) e, em 1973, a do Ultramar até 1974
Após o 25 de Abril de 1974 fugiu para o Brasil, onde ficou.
Seu filho Marcelo Rebelo de Sousa é afilhado do Ditador Marcelo Caetano deposto no 25 de Abril de 1974.




Marcelo Rebelo de Sousa é um fascista vira-casacas que se esquivou de servir o país,pois não cumpriu o serviço militar obrigatório graças às cunhas da família.
Devia estar proibido de participar em eleições para órgãos de soberania para não conspurcar o prestígio dessas instituições.


Que a queda para a política se revelou bastante cedo em Marcelo Rebelo de Sousa já não será novidade para ninguém. Conta-se que na quarta classe já…
CMJORNAL.XL.PT


Deputado socialista acusa candidato presidencial de "tentar falsificar a História", ao dizer que defendeu desde o primeiro minuto o Estado social. Polémica está…
OBSERVADOR.PT

Quem ganha eleições, não é quem lê jornais, mas quem limpa o traseiro a eles. O que quero dizer é que os esclarecidos e também os intelectuais estão com Sampaio da Nóvoa. Os que querem que o povo continue analfabeto à boa maneira de Salazar e Marcelo Caetano estão com Marcelo Rebelo de Sousa.

Diz Marcelo Caetano, num artigo de A Voz, de 26 de Janeiro de 1928:
"Uma criança inteligente filha de um operário hábil e honesto, pode na profissão de seu pai ser um trabalhador exímio, progressivo e apreciado, pode chegar a fazer parte da escola da sua profissão e assim deve ser. Na mecânica da escola única, selecionado por professor primário para estudar ciências para as quais o seu espírito não tem a mesma preparação hereditária que tem para o ofício, não passará nunca de um medíocre intelectual." 


Carta inédito com conteúdo sobre o PCP e sobre Mário Soares
LUSOPT.COM|DE PORTUGAL












Foto de Luis Filipe Teixeira.
               
Foto de Miguel Ângelo.

(imagem Inspirada na pintura
"Camões e as Tágides, de Columbano Bordalo Pinheiro" )

Foto de António Telo Major.

Imperdível a publicação deste poema desta grande poeta Natália Correia sobre Marcelo Rebelo de Sousa. o tal que um dia concorreu a presidente da autarquia de Lisboa...
MARCELO E AS TÁGIDES
Marcelo, em cupidez municipal
de coroar-se com louros alfacinhas,
atira-se valoroso - ó bacanal! -
ao leito húmido das Tágides daninhas.
Para conquistar as Musas de Camões
lança a este, Marcelo, um desafio:
Jogou-se ao verso o épico? Ilusões!...
Bate-o Marcelo que se joga ao rio.
E em eleitorais estrofes destemidas,
do autárquico sonho, o nadador
diz que curara as ninfas poluídas
com o milagre do seu corpo em flor.
Outros prodígios - dizem - congemina:
ir aos bairros da lata e ali, sem medo,
dormir para os limpar da vil vérmina
e triunfal ficar cheio de pulguedo.
Por fim, rumo ao céu, novo Gusmão
de asa delta a fazer de passarola,
sobrevoa Lisboa o passarão
e perde a pena que é de galinhola.
in INÉDITOS 1979/91
Cancioneiro Joco-Marcelino,
POESIA COMPLETA







"A candidatura de Maria de Belém foi propiciada, empurrada e desenvolvida pela coligação (PaF- PSD/CDS)". José Pacheco Pereira na SIC Notícias.




Alternativa de esquerda é "tão legítima" quanto governo de Passos, diz Adriano Moreira -.



"Se Cavaco souber que AR chumba, nomeá-los é perda de tempo" - Portugal - DN
Constitucionalista Jorge Reis Novais defende que "Portugal não está em condições de brincar aos governos" e que só a esquerda pode garantir maioria no Parlamento.

Para o líder do CDS/Portas, não é importante na formação do próximo Governo se o PS tem mais votos: se a direita tiver maioria absoluta, governará. 
E afirmou-se, a cada ponto do debate, mais competente do que Passos, merecedor portanto de ser mais votado do que ele.












Votar no Professor Marcelo e' votar em um individuo obsoleto com 67 anos de vida fascista, afilhado do Marcelo Caetano, amigo do traidor Cavaco e companheiro do criminoso Ricardo Salgado !!




O bom exemplo

O bom exemplo






















Pacheco Pereira diz ter “sérias objeções” à candidatura de Marcelo e Maria de Belém.


O social-democrata considera que a candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa à Presidência da República tem uma “mancha ética” por ser uma das personalidades que “mais influenciou a comunicação social”. Quanto a Maria de Belém acredita que a sua candidatura foi posicionada contra António Costa e Sampaio da Nóvoa.
Pacheco Pereira disse esta quinta-feira encontrar “sérias objeções” à candidatura a Belém de Marcelo Rebelo de Sousa e de Maria de Belém. Quanto ao primeiro caso, o social-democrata defende que é criticável o facto de o ex-líder do PSD candidatar-se a Presidente da República depois de ter discutido todos os assuntos numa estação de televisão durante vários anos.

“Acho que a candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa se fosse num país a sério seria condenável por ter analisado e discutido na TVI durante anos. Acho que não havia uma pessoa na TVI que não sabia que ele se ia candidatar”, afirmou Pacheco Pereira no programa Quadratura do Círculo, na SIC Notícias.

O historiador defendeu que Marcelo tem uma “mancha ética” na sua candidatura, tendo sido uma das pessoas que mais influenciou a comunicação social. “Hoje a maioria dos jornalistas de política pensam como Marcelo Rebelo de Sousa”, ressalvou.

Quanto à candidatura de Maria de Belém, Pacheco Pereira considera que foi posicionada contra António Costa e Sampaio da Nóvoa. “Marcelo Rebelo de Sousa, Marques Mendes, todos os observadores da direita apoiaram a candidatura da Maria de Belém”, acusou.

Segundo o social-democrata, o PS está desvalorizar as eleições Presidenciais, que na sua opinião são fundamentais. “Acho que a a questão presidencial é crucial e assim o PS está a meter-se numa camisa de 11 varas”, considerou.

Por seu turno, Lobo Xavier afirmou que Marcelo Rebelo de Sousa é o candidato mais provável a vencer as Presidenciais, sendo que na atual situação política a sua entrada na corrida a Belém ganhou um sentido próprio.

“Marcelo é uma personalidade diferente de todas as outras. É um homem que sempre teve posições firmes, polémicas, é coerente consigo próprio e uma figura política única”, realçou.

Admitindo que as circunstâncias atuais mudaram, Lobo Xavier disse não ter dúvidas de que Marcelo Rebelo de Sousa vencerá a eleições. “Hoje ofereço-me para colar cartazes para aquela candidatura que é vitoriosa e não precisa de mim”, disse entre risos.

Apoiante da Maria de Belém, o socialista Jorge Coelho lamentou que Marcelo seja já apontado como o vencedor das Presidenciais. “A comunicação social parece que já decidiu que Marcelo é eleito. É uma espécie de coroação de Marcelo, mesmo hipotético cola ao proclamatório. Parece que desceu à Terra”, declarou.

Na opinião de Jorge Coelho, as eleições Presidenciais não deverão fugir à regra, devendo mais uma vez ser decididas à segunda volta. “Para mim é extremamente estimulante apoiar uma candidata que tem por larga diferença condições de chegar à segunda volta”.

Explicou ainda que apoia Maria de Belém por entender que a candidata reúne características mais positivas face aos outros candidatos. “É capaz de unir os portugueses”, tem “experiência política” e é uma “mulher de causas”, sendo capaz de colocar a temática da solidariedade como prioridade da Presidência, assim como o respeito pela Constituição, defende Jorge Coelho.

“Ela reúne as condições e a capacidade de passar à segunda volta e aí resolver-se essa questão em definitivo”, rematou. Por: Expresso/ 
LUÍS BARRA




Confessou ter "consciência" de que estavam a ser criadas ou usadas empresas "para aumentar os custos"
LUSOPT.COM|DE PORTUGAL

O ex-presidente do PSD advertiu este sábado que em período de crise é mais fácil cair na tentação de privilegiar a escola pública em detrimento da não…
DN.PT|DE LUSA


O Marcelo era aquele que ia passar férias para o Brasil a convite do Ricardo Salgado.

José Maria Ricciardi tece duras críticas a Marcelo Rebelo de Sousa, que fez comentários sobre o caso GES. O presidente do BESI acusa o comentador político de mentir, sugerindo que o comentador político está incomodado pela sua…
JORNALDENEGOCIOS.PT